Então, resolvi ser transparente com vocês sobre como escrevo minhas resenhas. Sim, eu tenho um roteiro para escrever e critérios para decidir a ordem em que abordo cada assunto.

Isso aqui não é um guia sobre “como escrever resenhas”, não sou formada em jornalismo, não sei como eles aprendem a escrever críticas literárias lá (se é que tem essa disciplina/assunto rs). Esse post é sobre o método que EU uso, porque acho lógico, útil e mais organizado mesmo 😉

Essa é a ordem de itens que inclui na minha resenha:

1) Introdução: geralmente de uma linha com um resumo sobre o que achei do livro. Serve para instigar o leitor a ler a resenha completa;

2) Premissa: onde falo sobre o que achei da premissa/plot da história, se é interessante, original ou cliché;

3) Narrativa: onde falo sobre o que achei do modo como a história é contada;

4) Personagens: onde falo sobre o que achei dos desenvolvimento dos personagens e a interação entre eles;

5) Considerações Finais: faço um resumo geral do que achei da obra, pesando todos os pontos do texto;

6) Recomendações + Trilha Sonoras (opcional): onde indico alguns livros que achei parecido com esse que li e às vezes indico músicas que achei parecidas com a história do livro.

Eu acredito que cada pessoa tem seu jeito de escrever uma resenha, eu apenas gosto de tem um padrão e um norte para começar a escrever, é isso que funciona para mim. No entanto, o que pode funcionar para mim, pode não funcionar para você, então sugiro que vá experimentando até encontrar o jeito que mais lhe agrada 😉

lidia-assinatura

Anúncios

19 comentários em “Como Escrevo Minhas Resenhas de Livros

  1. Oi, Lids! Bacana esse seu método, e eu particularmente gosto mais do final quando você indica séries parecidas e diz que quem gostou de x pode gostar do livro da resenha y… Eu não me imagino escrevendo resenhas, a escrita mal flui nos meus comentários do skoob, imagine um texto maior!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Olá. É sempre bom seguir um método pra resenhar. No meu caso, depende muito do livro. Alguns livros de autores mais difíceis ou prolixos preciso de um bloquinho de anotações. Outros, não, a narrativa é tão caudalosa que a mensagem principal do livro fica na cabeça.
    Mas o ideal é fazer com que a resenha atraía o outro leitor e seu método garante isso. Abraços e boas leituras!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s