V.E. Schwab nos arrasa com esse livro. Ele continua o primeiro livro de uma maneira totalmente diferente do que estávamos esperando, mas é exatamente o livro que precisamos! ❤

A verdade é que saímos com um ship muito bem definido em Um Tom Mais Escuro de Magia. Lila e Kell são o casal que queremos ver juntos para todo o sempre, mas a verdade é que um não precisa do outro e Lila é exatamente a personagem feminina que vai nos mostrar que um casal não precisa estar sempre junto para ser um casal e que eles são maravilhosos mesmo separados ❤

A Gathering Of Shadows
Um Tom Mais Escuro de Magia #2
Autora: V.E. Schwab
Ano: 2016 / Páginas: 512
Idioma: Inglês
Editora: Tor Books

Amazon

Sinopse: Four months have passed since the shadow stone fell into Kell’s possession. Four months since his path crossed with Delilah Bard. Four months since Rhy was wounded and the Dane twins fell, and the stone was cast with Holland’s dying body through the rift, and into Black London. In many ways, things have almost returned to normal, though Rhy is more sober, and Kell is now plagued by his guilt. Restless, and having given up smuggling, Kell is visited by dreams of ominous magical events, waking only to think of Lila, who disappeared from the docks like she always meant to do. As Red London finalizes preparations for the Element Games-an extravagent international competition of magic, meant to entertain and keep healthy the ties between neighboring countries-a certain pirate ship draws closer, carrying old friends back into port. But while Red London is caught up in the pageantry and thrills of the Games, another London is coming back to life, and those who were thought to be forever gone have returned. After all, a shadow that was gone in the night reappears in the morning, and so it seems Black London has risen again-and so to keep magic’s balance, another London must fall.

Resenha:  V.E. Schwab é uma escritora magnífica. Ela é visivelmente feminista em vários os aspectos de seu trabalho, inclusive na maneira como conta a história de Kell e Delilah Bard.

Primeiramente, acho que até entendo que muitas pessoas podem ter ficado um pouco decepcionadas com esse livro. O livro começa alguns meses depois de todo aquele conflito entre a Londres Vermelha e a Londres Branca e no final do livro anterior Lila terminou se despedindo de Kell e partiu para se juntar a alguma tripulação de piratas, algo que pelo visto sempre fora seu sonho e dessa forma ela queria ver o mundo e ser livre, pelo menos uma vez na sua vida.

Eu adoro que a Lila tenha uma jornada pessoal totalmente independente do Kell. Esse é o grande diferencial da série. Lila passa a maior parte do livro vivendo sua própria aventura de autodescoberta e treinando com o capitão do navio em que está para ser uma mágica cada vez melhor. Ela tem uma autoestima invejável, ela é melhor ladra que o capitão tem e ela sabe disso, e inclusive usa isso como um título pessoal e motivo de orgulho ❤

18233006._SX540_
“Eu sou Delilah Bard. Pirata, ladra, mágica. Eu atravessei mundos e tomei navios. Lutei contra rainhas e salvei cidades. Eu sou única.”

Enquanto Lila está conhecendo esse mundo novo para ela que é a Londres Vermelha, Kell está vivendo com as consequências de todas suas escolhas. O rei e a rainha meio que perderam muito a confiança nele, por causa do que aconteceu com Rhy e o fato dele ter morrido e Kell ter ligado sua vida à dele. Então, eles estão se preocupando muito mais com a segurança do Kell, porque se o ele morre o Rhy morre também.

Além disso, a relação entre Kell e Rhy também está super fragilizada. Rhy meio que não aceita que o Kell ligou sua vida à dele, porque agora se o Rhy se machuca Kell sente também e vice e versa. Então, eles estão tendo que aprender a viver com essa nova ligação entre eles e está sendo difícil para os dois. Às vezes, a autora fala como se parte da personalidade e os sentimentos de um também afetasse o outro, então nesse livro todos esses fatores são longamente explorados.

Porém um evento que serve para unir todas as cidades aliadas à realeza de Londres Vermelha pode servir também para juntar novamente nosso casal favorito. Esse evento é um torneio em que habitantes dessas cidades enviam seus competidores para duelar usando magia. Esse torneio é importante porque junta os personagens principais de novo e ainda descobrimos que Kell e Rhy conhecem muito bem o Capitão Alucard Emery com quem Lila acabou se juntando.

E tem também algumas coisas bem sombrias acontecendo na Londres Branca. Acho que é muito spoiler falar muito sobre isso, mas no terceiro livro isso provavelmente será o tema central da história!

Enfim, é uma ótima continuação para o primeiro livro. Eu particularmente adorei como a história foi contada. Eu entendo que o fato de Kell e Lila demorarem para se encontrar pode irritar as pessoas e até entediá-las, mas isso tudo é necessário para continuar a construir e aprofundar os personagens. Lila e Kell estão evoluindo muito e, sim, eles precisavam desse tempo separados para evoluírem ainda mais individualmente. Até porque às vezes o Kell tem ainda umas ideias meio retrógradas, mas amamos ele mesmo assim ❤

Esse livro é uma grande ponte para o terceiro e último livro da série. Ele é importante para toda a construção dos personagens e fortalecimento dos mesmos para os desafios do terceiro livro. Como diz o próprio título livro é como se as sombras estivessem se juntando e reorganizando para a atacar, então vamos aguardar o próximo que vai ter muita treta, com certeza ❤

Recomendo para fãs de Rebelde do Deserto (Alwyn Hamilton), O Sol Também É Uma Estrela (Nicola Yoon) e A Fúria e a Aurora (Renée Ahdieh)

Disclaimer: Este livro foi lido do original em inglês, por isso não me arrisquei em colocar muitos nomes das cidades ou do torneio, pois não sei como será traduzido pela Editora Record. Eu comprei o exemplar pelo Kindle, não apoio grupos de tradução em hipótese alguma. E se você comprar pelos meus links da Amazon, ganho uma pequena comissão 😉

Anúncios

2 comentários em “A Gathering Of Shadows – V.E. Schwab

  1. Menina, eu também curti essa jornada da Lila e tals, mas achei algumas ações dela bem egoístas.
    Também curti a autora ter abordado Kell e ela separado, mas quando se encontraram foi só amorzinho *—–*
    Eu estou lendo A Conjuring of Light e não sei o que falar, só estou sentindo.
    Beijos
    Balaio de Babados

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eu não achei egoísta, achei bem ela mesmo, tem uma autoestima maravilhosa e não deixa que ninguém diga o que ela pode fazer.
    Comecei a ler ACOL, mas to indo devagar porque não quero terminar rs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s