Este mês, convidamos o autor Maurício Coelho para participar da nossa coluna Entrevista com o Autor!

Maurício Coelho é autor dos livros Fogo Fátuo e Notívago.

Tradutor do livro A Cuidadosa Alice, de Lewis Carroll.

Organizador e autor nas antologias Vindos de Outros Planetas Maravilhosas Distopias.

1 ) Como começou seu envolvimento com a escrita?

Começou em 2014. Depois de eu ter traduzido e publicado a obra “A Cuidadosa Alice”, de Lewis Carroll.

2) No início, que algum tipo de escritor/livro te influenciou? E agora?

Carroll me influencia muito. Assim como Dante, Philip K. Dick, entre vários outros.

3) Como é seu processo de escrita? Você segue alguma ordem para começar a escrever?

Sim, primeiro penso em uma cena, um título (que sempre é modificado ao final), os pontos importantes da história e aí, como a escrever.

4) Fale um pouco sobre seus livros já publicados.

Publiquei duas antologias de contos. Fogo Fátuo, foi o primeiro livro (2014) e Notívago: contos de mistérios sobrenaturais (2017), o mais recente.

5) Qual seu próximo livro?

Meu próximo livro será Sem lenço, sem documento e outras histórias, uma antologia de contos de vários temas: fantasia, distopia, mistério. Que está em campanha de financiamento coletivo no Kickante: https://tinyurl.com/mrptcsg

6) O que você acha das publicações de livros no Brasil? No seu caso, como aconteceu?

Fogo Fátuo foi publicado por uma editora de SP. Já Notívago foi autopublicação. Acredito que, para autores iniciantes, é muito difícil publicar com uma editora grande já de cara.

7) Quais seus autores favoritos? Qual sua leitura atual?

Os já citados: Dante, Carroll, Philip Dick. Além de Verne, Asimov e muitos outros. Estou lendo contos de Edgar Poe.

8) Quando você está escrevendo, você costuma pedir conselhos a alguém?

Quando peço conselhos, eu geralmente posto a dúvida em grupos no Facebook.

9) Dos seus livros, qual seu favorito e porquê?

A história-título Fogo Fátuo. Foi a primeira história que comecei e finalizei. Foi a história que mais me empenhei.

10) Você pensa em publicar algo além de antologias? Qual as vantagens/desvantagens de se escrever nesse gênero?

Gostaria de publicar um romance, mas não sei se irei escrever mesmo. A vantagem é que são histórias curtas, dentro de uma – ou mais – temática. A desvantagem é que nem todo mundo gosta de contos e/ou sempre irá haver aquela história que não agradou tanto tal leitor.

11) O que te levou a se envolver na organização de antologias para editoras? Quais as dificuldades e os prazeres nesse tipo de trabalho?

Foi quando a Editora Novo Romance me chamou pra organizar uma antologia distópica. A dificuldade é a divulgação. O prazer é a satisfação de ver um autor inicial publicando seu trabalho.

Jogo – Perfil Literário

Este jogo foi adaptado da TAG Perfil Cinematográfico do canal Lully De Verdade 😉

1. Um livro da sua infância:

Os livros de Sherlock Holmes

2. Um livro que você recomenda:

3. Um livro que você não recomenda:

4. Um livro que te faz chorar:

Não chorei, mas quase: A menina que Roubava Livros.

5. Um livro que te alegra:

Anúncios

2 comentários em “Entrevista com Maurício Coelho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s