A Crack In Everything
Cracks Duet #1
Autora: L.H. Cosway
A
no: 2018 / Páginas: 272
Idioma: Inglês
Editora: Amazon

Sinopse: A vida costumava ser simples. Eu era uma garota da cidade com sonhos humildes. Então Dylan O’Dea invadiu meu apartamento, me prensou contra a parede e disse para ficar quieta. Foi como nos filmes, onde o universo se foca em uma única cena. Eu olhei em seus olhos e soube que ele iria me mudar. Para Dylan, o céu estava sempre caindo. Ele me mostrou como nosso mundo é uma contradição de beleza e feiura. Como nós escolhemos ignorar o horrível e disfarçá-lo com o palatável. Como você precisa apenas de uma gota de algo desagradável para criar um ótimo cheiro. Bem profundo para um casal de adolescentes morando em um quarteirão de conjuntos de apartamentos dentro da cidade de Dublin, certo?  Provavelmente. Mas nós não éramos típicos. Nós dois tínhamos nossas obsessões. A minha era nutrir coisas, a do Dylan era o cheiro. Ele me ensinou como usar meu nariz, e eu apresentei a ele a magia das flores. Eu não tinha ideia de que um dia ele iria construir um império a partir do que começamos juntos. Mas antes disso, houve amor e felicidade, tragédia e um épico coração partido… Meu nome é Evelyn Flynn e vou te contar sobre a rachadura em tudo.

Resenha: Uma ótima história de origem de relacionamento e um ode ao primeiro amor ❤

Sabe como em histórias em quadrinhos vemos a história de origem dos super heróis, ou dos vilões, e todas as primeiras experiências deles com os superpoderes recém descobertos? Todos os erros e acertos e como os poderes interferem na vida deles com as outras pessoas… A Crack In Everything é como se fosse uma origem de relacionamento ou de romance.

Nesse primeiro livro da duologia Cracks Duet, temos a origem do relacionamento entre Evelyn Flynn e Dylan O’Dea, dois jovens que cresceram em uma parte humilde e violenta de Dublin (Irlanda).

Dylan é um daqueles garotos inteligentes, cheios de sonhos e ideias sobre como o mundo deveria ser. Crítico de uma forma que chega até a ser pessimista. Enquanto Evelyn Flynn é uma menina doce e conformada com o que recebe do mundo. Esse contraste entre os dois oportuniza diálogos divertidos e super refletivos, é visível como os personagens mudam e evoluem por meio das conversas e interações uns com os outros.

Todo o ambiente social e físico da história também são importantes. O lugar onde eles cresceram em Dublin é retratado como um local violento, com uma educação de péssima qualidade e um alto índice de gravidez na adolescência. Essa descrição nos faz imaginar uma realidade bem próxima à do Brasil, na qual a oportunidade de ascensão social é para poucos, para os corajosos, ricos e super dotados.

Esse ambiente social gerou uma protagonista pouco ambiciosa e com uma atitude passiva perante a vida. Evelyn Flynn não possui grandes sonhos, além de cuidar de sua família e plantar flores. Por outro lado, Dylan é um jovem ambicioso que sonha em mudar o mundo, a começar saindo de Dublin e buscando oportunidades em outros lugares. A diferença de perspectiva e de objetivos entre os personagens fica evidente e só vai se aprofundando conforme a história progride e o vínculos entre eles ficam mais estreitos.

Os personagens secundários também são muito importantes para o desenvolvimento da história e das tramas que se desenrolam, que misturam os problemas sociais de violência urbana ao romance e diferenças de pensamento entre o casal. A história de Evelyn com sua família (tia, avó e mãe) é bem desenvolvida e necessária para o entendimento da personagem, bem como a relação dela com o melhor amigo Sam

No lado de Dylan, encontramos também situações complexas, apesar de serem menos aprofundadas, devido à limitação da história ser contada apenas pelo ponto de vista da Evelyn. Apesar dessa limitação não ser necessariamente algo negativo, é algo para se considerar.

De um modo geral, é o livro é um ótimo começo para a história de amor do casal. Explora vários aspectos da adolescência deles, tem algumas referências de pessoas famosas da época, é uma leitura rápida e divertida, com um final emocionante que faz você querer saber mais sobre para onde os personagens estão indo agora.

Recomendo para quem gostou de The Cad And The Co-Ed (L.H. Cosway e Penny Reid), Hearts On Air (L.H. Cosway) e Fragments (M.R. Field).

Disclaimer: Livro recebido em parceria com a autora, em troca de divulgação e uma resenha honesta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s