Tudo o que nunca contei
Autora: Celeste Ng
Ano: 2018 / Páginas: 304
Idioma: Português
Editora: Intrínseca
Nota: 5/5 ❤

Amazon

Sinopse: Na manhã de um dia de primavera de 1977, Lydia Lee não aparece para tomar café. Mais tarde, seu corpo é encontrado em um lago de uma cidade de Ohio a que ela e sua família sino-americana nunca se adaptaram muito bem. Quem ou o que fez com que Lydia — uma estudante promissora de 16 anos, adorada pelos pais — fugisse de casa e se aventurasse em um bote tarde da noite, mesmo tendo pavor de água e sem saber nadar? À medida que a polícia tenta desvendar o caso do desaparecimento, os familiares de Lydia descobrem que mal a conheciam. E a resposta surpreendente, assim como o corpo da garota, está muito abaixo da superfície.

Resenha: Relações familiares e o sofrimento psicológico gerado pelas expectativas tornam Tudo o que nunca contei um livro difícil de ler e muito fácil de se identificar ❤

Tudo o que nunca contei (Celeste Ng) conta a história dessa família que é metade americana e matade chinesa. Acontece que um dia a filha do meio, Lydia, acaba desaparecida. Passado, presente e futuro se misturam em busca de descobrir o que de fato aconteceu com a menina, enquanto os segredos mais obscuros da família são revelados.

O livro não se passa nos dias atuais, e sim no final dos anos 70. Nessa época, era ainda pior do que hoje ser uma família mista nos Estados Unidos. A quantidade de racismo contra imigrantes, sejam negros ou chineses, era muito pior e isso é retratado de maneira muito sutil no livro, a começar por relatos da vida do pai das crianças, o próprio descendente direto de imigrantes.

O principal ponto do livro é mostrar como racismo é uma bola de neve, como ele afeta o psicológico das pessoas e faz com que eles façam escolhas em busca de aceitação e pertencimento. Desde a escolha de carreira, parceiros e até a forma de criar os filhos e as expectativas de como quer que a vida seja para eles.

Também fala sobre feminismo, mostrando uma mãe, dona de casa, frustrada por não ter conseguido completar os estudos e se tornar uma médica, e colocando toda a energia possível na filha, para que ela tivesse essa oportunidade.

As crianças retratadas no livro mostradas como um resultado desse ambiente familiar, um ambiente que nasceu da vontade de agradar, de pertencer e de ser bem sucedido. Se você não cumprir essas coisas, você não está agindo de forma certa ou esperada pela família.

Por meio de passagens sensíveis e de partir corações, esse livro emociona contando uma história tão longe, ao mesmo tempo tão próxima ainda da realidade de muita gente. Uma história de família, de todas as expectativas e dos valores que são impostos aos jovens, em uma sociedade que não exige nada além da perfeição, principalmente das pessoas menos favorecidas socialmente (mulheres, negros, asiáticos, lbgt, etc).

Recomendo para quem gostou de Temporada de Acidentes (Moïra Fowley-Doyle), Eu Te Darei o Sol (Jandy Nelson), O Sol Também É Uma Estrela (Nicola Yoon) e Twin Peaks (série de TV de David Lynch).

Trilha Sonora:  A Beautiful Lie – Thirty Seconds To Mars

4 comentários em “Tudo o que nunca contei – Celeste Ng

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s