Título Original: To All The Boys I’ve Loved Before
Estreia: 17 de agosto de 2018 (Netflix)
Direção: Susan Johnson
Roteiro: Sofia Alvarez
Duração: 1h39min
Gênero: Romance, Adolescente, Contemporâneo
Classificação: 14 anos
Elenco: Lana Condor, Noah Centineo, Janel Parrish, Anna Cathcart, Andrew Bachelor, Israel Broussard, etc.

Nota: 5/5 ❤

Sinopse: Lara Jean é uma garota atrapalhada e ingênua, mas muito forte. Romântica, ela escreve cartas para os garotos por quem se apaixonou. Mas tem um detalhe: nunca as envia. Até que um dia essas cartas são misteriosamente enviadas aos respectivos destinatários, e a vida amorosa da garota toma outro rumo.

Resenha: O foco na relação entre os personagens é o que faz de To All The Boys a adaptação que os fãs queriam ❤

A adaptação do livro bestselling de Jenny Han, acerta em trazer o espírito do livro para o formato de filme. O quarto, os cupcakes, as relação de amizade entre as irmãs Convey, a relação com o pai Greg, tudo que faz de Para Todos Os Garotos Que Já Amei, um livro sobre irmãs e sobre amor está lá.

Como em todo YA, o foco nos personagens e na relação entre eles tem que ser a coisa mais importante. E o filme não tem medo de desenvolver isso, em vários momentos temos cenas com dois personagens conversando e aprofundando a relação entre eles, até Lara Jean e o pai têm um dos momentos mais fofos em uma cena focada apenas nos dois ❤

A relação entre Peter e Lara Jean é adorável, bem desenvolvida e natural. Os diálogos não soam mecânicos em nenhum momento e o roteiro teve paciência em desenvolver tudo, o filme tem várias cenas dos dois sozinhos conversando, se entendendo e se apaixonando. Parece que a roteirista sabe o que está fazendo e entende que cenas como essas são importante para construir os relacionamentos.

Esse foco nos personagens é que fez desse filme o filme de YA Contemporâneo que queríamos, como Se Eu Ficar fez antes em 2014. É o que faz os YA serem tão acessíveis e fáceis de se identificar, perceber que os personagens não são perfeitos, que são pessoas normais como todos nós.

Até o Peter mostra sua fraqueza com relação a Gen, como apesar dela ter terminado com ele, ele ainda liga para ela noite sim, noite não; como ela ainda tem dominância sobre ele. Tudo isso é algo que foi mais explorado no segundo livro da série, mas que o filme já traz dicas pra desenvolver e construir a narrativa da história.

Aliás, o final do filme é levemente diferente do livro, pois ele dá um fechamento à história, enquanto o livro deixa o final mais aberto e livre à interpretações.

Ao todo, é um filme excelente, quem gostou dos livros vai amar e quem não leu ou não gostou também pode se apaixonar pelos personagens e pela história de Lara Jean. E fica que tem cena pós-créditos! ❤

Recomendo para quem gostou de Se Eu Ficar (2014),  Antes Que Eu Vá (2017) e Com Amor, Simon (2018).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s